Quando uma empresa ou marca está em um momento de expansão e captação de novos clientes, nada melhor do que apresentar os produtos ou serviços em um material organizado e atrativo. É aí que entra o catálogo. Uma ferramenta de venda que nunca ficará ultrapassada.

No entanto, a confecção desse impresso deve ser feita com cuidado. Afinal, ele será a primeira impressão da marca. Além disso, a qualidade do papel, os detalhes e acabamentos da papelaria são fundamentais. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura. Preparamos cinco dicas pra lá de especiais para você fazer o seu próprio catálogo. Antes, vamos entender o que é o catálogo.

Entendendo o catálogo

O catálogo impresso é uma peça gráfica composta por fotos, textos, ilustrações e demais recursos visuais que tem como objetivo apresentar da melhor forma o produto ou serviço. É essencial que as informações estejam alinhadas com a identidade visual da empresa. O design da peça, a edição das fotos, organização do layout, a escolha das cores e tipografias são fundamentais para um material eficiente.

Quando falamos de confecção impressa, a qualidade do papel, a fidelidade das cores e os detalhes de acabamento colaboram ainda mais para um resultado final que transmita credibilidade e profissionalismo ao negócio.

Ufa, parece complexo, né! Mas fique tranquilo. Quando se tem uma boa gráfica ao seu lado, a tarefa fica bem mais tranquila. Vamos agora dar as cinco dicas para ter um catálogo de sucesso. Confira cada uma delas:

  1. A seleção dos produtos e conteúdo

É fundamental que você organize os produtos que serão apresentados, quais as principais características ou funcionalidades informadas, as cores e medidas disponíveis de cada item. São informações básicas para quem se interessar pelo seu negócio.

Vale ter uma página de abertura contando mais sobre a história da empresa, objetivos, missão, visão, entre outras coisas. Assim, o material ficará mais completo, além de trazer uma proximidade com o leitor.

  1. Identidade visual e o layout

Essa é uma etapa muito importante! Imagine um material com um design que fuja da identidade da sua marca ou com um visual mal feito. Certamente será um problema na sua estratégia. Afinal, um dos maiores objetivos do catálogo é transmitir a credibilidade e o capricho!

Caso você não tenha um profissional responsável pela criação do design, alinhe essa responsabilidade com a gráfica e acompanhe todas as etapas do processo. Tenha cuidado com cada detalhe do material. Isso fará toda a diferença.

  1. Tipo de material, acabamentos e quantidade

A qualidade do papel é um assunto fundamental! Dê preferência ao vegetal, couché ou diamond. Pense em opções de acabamentos, como o verniz localizado, detalhes metalizados, entre outros. São cuidados que valorizam o material e trazem sofisticação.

  1. Revisão dos conteúdos

Atenção redobrada ao português! Garanta que a arte não tenha erros ortográficos. Este simples deslize é capaz de tirar a credibilidade da marca. Certifique-se também de que os contatos, códigos e preços estão corretos. Isso evitará confusões futuras na hora da negociação.

  1. Tática na entrega do catálogo

Um material tão completo e diferenciado como o catálogo não deve ser entregue para qualquer contato. Lembre-se: esse impresso não é um folder e nem um cartão de visitas. Pense de forma estratégica sobre quem receberá o material. Essa é uma ferramenta com um alto potencial de encantamento e convencimento. Aproveite esse recurso.

Comece o seu catálogo agora!

Agora que você já sabe sobre a importância do catálogo e conhece algumas dicas, conte com uma gráfica que é referência no mercado para fazer o seu.

Presente no mercado desde 1981, a Gráfica Luzane conta com um parque industrial completo e altamente tecnológico, capaz de suprir todas as necessidades gráficas de sua empresa. Oferecemos também um estúdio gráfico próprio para criar e desenvolver o seu catálogo e demais peças. Fale com a gente e conheça mais o nosso trabalho!